domingo, 24 de junho de 2007

Por mais que tudo dê errado, siga em frente.

Essa foi uma das últimas frases do filme “Meninas não choram”, aliás, um excelente filme alemão. Complexo, profundo, e muito bem feito. Se passa em Berlim e conta a história de duas garotas, que, assim como nós, um dia cresceram, por bem ou por mal.

Meu objetivo aqui não é falar sobre essa magnífica obra, citar as cenas fortes com doses cavalares de realidade. Quero apenas escrever sobre essa frase, que, aliás, parece frasezinha de livro de auto-ajuda, mas, com certeza, é bem mais que isso.

Todos passam por momentos críticos na vida, uns mais cedo que os outros, com mais intensidade ou não; porém, ninguém escapa.

Por mais que tudo dê errado, siga em frente.

Logo pela manhã, abrir o jornal e ver a impunidade soberana. A quantidade de mortos no Oriente. O aquecimento global de Al Gore. O time que perdeu o jogo. A criança que foi estuprada. O irmão do presidente sendo acusado. A casa de Calheiros que está caindo. A chuva que promete vir no final de semana daquele grande evento. O trabalho que não apareceu nos classificados de domingo.

Por mais que tudo dê errado, siga em frente.

O coração que está doendo. O telefonema que não recebeu. As ultimas palavras que gostaria de ter dito. A frustração pelo que não deu certo. Não conseguir, não querer conseguir. Ser um verdadeiro fracassado. Ou achar que se é.

Por mais que tudo dê errado, siga em frente.

Olhar pelo vidro do carro e saber que aquele menino um dia será um marginal, e se não o for, provavelmente, será um viciado. E aquela senhora que está morrendo porque não tem dinheiro para comprar os caros remédios e ninguém nem a nota. A moça que vende balas de goma para sobreviver. Aquela mãe que sofre e sofrerá pelo resto da vida por seu filho deficiente.

Por mais que tudo dê errado, siga em frente.

E aquela garota que é tão inteligente, mas, provavelmente, não vá passar de uma garçonete num restaurante barato, ou, quem sabe, uma doméstica de luxo. O indiozinho que vende seu artesanato no semáforo e tem uma barriga enorme de vermes, mas cheia de fome. O homem que não consegue se libertar de sua própria frustação.

Por mais que tudo dê errado, siga em frente.

E que te digam não. Que nada disso vale a pena. Que a vida não presta e as pessoas são podres, injustas, vis. E que tu não é nada além de um ponto imperceptível, que pode cortar os pulsos e o máximo que ocorrerá será uma notinha no jornal que logo será esquecida. E tua família, se a tiver, logo superará, afinal, nenhuma dor é eterna.

Por mais que tudo dê errado, siga em frente.

Porque a vida, afinal, é assim. Saiba que por mais sozinho que um dia se encontre, ainda terás a ti. Nunca te abandone, porque tu és o teu melhor e o teu pior amigo. Cresça e siga em frente. Essa é a melhor lição que o filme “Meninas não Choram” dá.

Por mais que tudo dê errado, siga em frente.


4 comentários:

diego_sfk disse...

naum keres ajudar no meu trabalho da feira de ciencias??? rsrsrs
eh ± sobre isso que iremos falar...
por mais q as circunstancias estejam contra vc... seja feliz =)
bjus =**

Vinnicius Silva disse...

Que lindo texto. Estou passando por um momento em que preciso acreditar mais em mim.

Inspiração é o que não falta pra vc né!

Ah! Adoro-te!
:)

Tiago disse...

tem que ir mesmo, porque tudo tem uma puta tendência de dar errado.

Perdição disse...

Bem realista seu texto tocante e perturbador...porém a mensagem paradoxalmente nos traz força pra continuar....desistir não é o caminho então....

"Por mais que tudo dê errado, siga em frente."